A nova versão da CPMF, o imposto sobre o cheque

O ministro da Economia Paulo Guedes não desiste. Ele realmente vai propor ao Congresso Nacional a criação de uma nova CPMF. Mas se tanta gente odeia esse imposto, por que ele vai tentar? A ideia de Guedes parte de uma verdade: o país paga muito imposto trabalhista. E de uma tese: a de que se você reduzir esse imposto, poderá gerar mais emprego. E gerar emprego é essencial para o Brasil voltar a crescer. Então, o que o ministro quer é reduzir a contribuição sobre a folha de pagamento de 20 para 13%. Mas como ele vai cobrir essa diferença? Com o imposto do cheque. Mas isso não é exatamente uma boa ideia, especialmente para o consumidor final. Ela é ineficiente e só serve para meter a mão no seu bolso.go

Veja.com

Add Comentários