As notícias que você precisa saber para começar o seu dia

Confira as notícias mais importantes do Brasil e do mundo e comece o dia bem informado:

Embaixada nos EUA

 O presidente Jair Bolsonaro voltou a defender a indicação do filho do meio, o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), para o cargo de embaixador brasileiro nos Estados Unidos. “Pretendo encaminhá-lo, sim”, comentou, durante a transmissão ao vivo feita pelo Facebook. O ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, afirmou nesta quinta-feira, 18, que aguarda a ordem do presidente Jair Bolsonaro para enviar ao Senado a indicação do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) ao comando da embaixada do Brasil em Washington, nos Estados Unidos. “Primeiro precisamos da ordem do presidente. Quando ele mandar, enviamos a indicação para a Comissão de Relações Exteriores do Senado e para o plenário da Casa. Se o presidente nos der este comando, não tenho dúvida de que vocês serão convidados para cobrir a posse dele lá”, disse.

Eleições 2020

O ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT)concede entrevista após deixar o prédio da Superintendência Regional da Polícia Federal do Paraná, em Curitiba, onde está preso o ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva

Segundo colocado na disputa presidencial do ano passado, Fernando Haddad (PT) disse em entrevista à jornalista Miriam Leitão, da Globonews, que não vai ser candidato a prefeito de São Paulo no ano que vem. Ele ocupou o cargo de 2013 a 2016. Haddad disse que a missão dele é, conjuntamente com o PT, de preparar as bases para a eleição de 2020. “O PT está passando um ano de se repensar. Vai ter um Congresso Nacional, vai se reposicionar, fazer balanço dos governos, acertos e erros, futuro”, afirmou.

FGTS

 O governo estuda deixar que os trabalhadores saquem parcela do FGTS uma vez por ano, no mês de aniversário. Essa seria a 19ª opção de resgate dos recursos do fundo. Hoje, as mais conhecidas são demissão sem justa causa e aposentadoria. Se o trabalhador decidir por essa modalidade, ele deve abrir mão de resgatar o dinheiro caso seja demitido sem justa causa, como antecipou o Estadão/Broadcast. Pelas regras atuais, quando é demitido sem justa causa, o trabalhador pode resgatar todo o fundo.

Ancine

 O presidente Jair Bolsonaro usou o evento de comemoração de 200 dias de seu governo, em Brasília, na tarde desta quinta-feira, para criticar o uso de dinheiro público para financiar filmes que, segundo ele, contrariam o “respeito com as famílias”. “Agora há pouco, o Osmar Terra (ministro da Cidadania) e eu fomos para um canto e nos acertamos. Eu não posso admitir que, com o dinheiro público, se faça um filme como o da Bruna Surfistinha. Não dá. Não temos problema com essa opção ou aquela. O ativismo é que não podemos permitir, em respeito com as famílias. É uma coisa que mudou com a chegada do governo”, disse o presidente, se referindo à obra que narra a história de uma ex-garota de programa e que foi estrelado por Deborah Secco.

Ouro histórico

 Na tarde desta quinta-feira, a italiana naturalizada brasileira Nathalie Moellhausen venceu o primeiro ouro do Brasil na história do Mundial de Esgrima. Emocionada após o feito, a atleta falou sobre a importância de trazer o resultado para o país e desenvolver o esporte em solo brasileiro. “Eu fiquei em sexto lugar no Rio-2016. Represento o Brasil há cinco anos, é um grande desafio para mim, eu não parei depois das Olimpíadas porque eu queria fazer um resultado para o Brasil, e mostrar para o Brasil que eu estou aqui para eles, e não para conseguir um caminho fácil para ganhar”, declarou Nathalie para a Federação Internacional de Esgrima.

Brasileiro feminino

 A Uber anunciou nesta quarta-feira um acordo para ser o parceiro oficial do Campeonato Brasileiro de futebol feminino em 2019. Com isso, a empresa reforça o movimento #AcreditaNelas e inicia a entrada de empresas privadas na modalidade. Atualmente, é a única patrocinadora do torneio. “Sempre acreditamos em oportunidades iguais, que mulheres podem ser o que desejarem, e queremos que essa visão vá além da nossa plataforma. Na Uber, entendemos que o futebol feminino é uma representação do desafio das mulheres na sociedade”, afirma Claudia Woods, diretora-geral da empresa no Brasil.

Fonte: terra.com

Add Comentários