Censo de confinamento da DSM aponta para crescimento de 6% na oferta de animais e melhora na margem do confinador

Censo de confinamento da DSM aponta para crescimento de 6% na oferta de animais e melhora na margem do confinador

O uso de dietas mais ricas em energia também melhorou desempenho no ganho de peso diário dos animais

Entrevista com Marcos Baruselli – Gerente de Categoria de Confinamento da área de Ruminantes da DSM sobre o Mercado do Boi Gordo

LOGO nalogo

Conforme os dados preliminares do Censo de Confinamento DSM 2020, o volume de animais confinados no Brasil pode alcançar 6,188 milhões de cabeças em 2020, ou seja, um avanço de 6% em relação aos 5,856 milhões de cabeças verificadas no ano passado.

De acordo com o Gerente de Categoria de Confinamento da área de Ruminantes da DSM, Marcos Baruselli, o levantamento desde anos surpreendeu a equipe com um volume recorde de animais confinados no Brasil. “No início do ano, o primeiro censo indicava retração só que depois nós revisamos as nossas estimativas em setembro. A tendência de queda foi totalmente revertida com a valorização da arroba bovina”, comenta.

O primeiro giro do confinamento deste ano foi comprometido com o avanço da pandemia no Brasil e pela a alta nos preços dos insumos. “Os custos com a alimentação seguem muito valorizados com a saca do milho cotada a R$ 70,00. Como a arroba também está bem elevada, os custos de produção são superados já que confinar está deixando lucro para o pecuarista”, afirma.

Os pecuaristas estão alcançando a maior rentabilidade com o confinamento nos últimos cinco anos. “Nós estamos em um momento de boas margens para quem confina animais no Brasil. A rentabilidade média em 2015 a 2019 estava em 3% de retorno de lucro ao mês e, para esse ano, tem girado de 3% a 4% de retorno de lucro ao mês”, destaca.

Com relação à qualidade dos animais, o gerente aponta que o rebanho está registrando um ganho de peso na faixa de 1,8/kg ao dia. “Se o animal fica confinado por 100 dias pode ter um ganho de 180 kg e esse ganho fica bem acima da média, na qual estava em torno de 1,4/kg ao dia. Isso está sendo motivado pela a dieta muito concentrada com soja e milho”, aponta.

Fonte    Notícias Agrícolas

Add Comentários