Com leucemia, mulher de deputado federal de MT faz campanha na web.

Rose Sachetti gravou vídeo em hospital para incentivar doação de medula. Ela descobriu a doença há dois meses, está internada e precisa de doador.

 

images (3)

A mulher do deputado federal e ex-prefeito de Rondonópolis, a 218 km de Cuiabá, Adilton Sachetti (PSB), Rose Sachetti, publicou nas redes sociais um vídeo fazendo campanha para incentivar a doação de medula óssea. Ela faz tratamento contra leucemia e aparece sem cabelo no hospital, nas imagens. Tem dois meses que ela descobriu que está com a doença, segundo a filha dela, Astrid Sachetti.

O vídeo foi postado há uma semana em um grupo no Facebook, intitulado ‘Amigos da Rose’. “Eu, como tantas outras pessoas, preciso de um transplante e de um doado. E você pode tornar-se um. É bem simples, basta ir ao Hemocentro da sua cidade, responder um questionário e tirar 5 ml de sangue. Com isso, você vai fazer parte do Redome (Relação dos Doadores de Medula Óssea). Venha ser um doador. Faça esse gesto de amor e salve uma vida”, diz a mulher do parlamentar, que é administradora de empresas.

Ela está internada há uma semana no Hospital Beneficência Portuguesa de São Paulo, pela segunda vez, é submetida a sessões de quimioterapia.

Logo que recebeu o diagnóstico da doença, ela foi às pressas para a capital paulista e lá ficou internada por três semanas. “Quando o câncer foi descoberto, o médico de Cuiabá falou: ‘corre para São Paulo porque o caso é grave'”, declarou a filha de Rose, Astrid Sachetti.

O deputado federal eleito Adilton Sachetti (PSB). (Foto: Jéssica Brito / G1)
Rose é mulher do deputado Adilton Sachetti (PSB)
(Foto: Jéssica Brito / G1)

A intenção do grupo na rede social, segundo ela, é que o maior número de pessoas possam manifestar interesse em doar medula óssea, fazendo os exames e se cadastrando nessa relação de possíveis doadores. Nesse caso, outras pessoas poderão ser beneficiadas com essa campanha. Há dois anos ela teve um câncer de mama, o qual conseguiu superar.

Campanha
Em Rondonópolis, a 218 km de Cuiabá, onde a família de Adilton Sachetti mora, deve ser realizada uma campanha nas próximas quarta (7) e quinta-feira (8), no Centro de Especialidades Apoio e Diagnósticos Albert Sabin, para o cadastramento de possíveis doadores de medula.

Outra mobilização está marcada para acontecer em Cuiabá, entre os dias 13 e 23 deste mês, no Hemocentro, localizado na Rua 13 de Junho.

fonte: g1 mato grosso

link: clique aqui

Add Comentários