Escritório de ex-presidente do Palmeiras é alvo de mandado de busca e apreensão

 

Ex-presidente do Palmeiras, Mustafá Contursi viu seu escritório, que fica na sede do Sindicato Nacional das Associações de Futebol Profissional (Sindafebol), ser alvo de um mandado de busca e apreensão nesta terça-feira (14), segundo o Estadão.

A juíza Alessandra Teixeira Miguel determinou que a Polícia Civil recolhesse computadores e atas para investigar um suposto crime de falsidade ideológica por parte da instituição, que é presidida justamente pelo ex-mandatário do Palmeiras.

Segundo o jornal, o recolhimento das provas atende um requerimento da 5ª Promotoria de Justiça Criminal do Ministério Público de São Paulo (MP-SP). O pedido inicial foi feito pelo Ituano à Polícia Federal, que afirmou que o Sindafebol fez um acordo sem licitação de R$6,5 milhões com o Ministério do Esporte em 2011, em medida que visava o cadastramento de torcidas organizadas.

O dirigente foi breve ao explicar ao Estadão o mandado de busca e apreensão realizado na manhã desta terça.

“Estou tomando conhecimento agora. Uma possível denúncia, não sei do quê. Entreguei um computador e umas quatro atas. Eu estou tranquilo para prestar outros esclarecimentos”, apontou Mustafá, que disse acreditar que a denúncia tenha “mera motivação política”.

Fonte: torcedores.com 

Add Comentários