Fundador da Rádio Difusora, radialista morre aos 74 anos em Barra do Garças

 

Morreu nesta terça-feira (4) o empresário e pioneiro da radiodifusão na região do Araguaia, João Bosco de Aquino Araújo, o Bosquinho, aos 74 anos. Ele estava internado desde sábado no Hospital MedBarra, em Barra do Garças. A causa da morte não divulgada, mas ele enfrentava problemas de saúde.

Prefeito Roberto Farias lamentou a morte de Bosquinho, que também era assessor parlamentar do senador Wellington Fagundes (PL)..

Bosquinho era filho do saudoso pioneiro e deputado estadual Heronides Araújo, autor do projeto de lei que emancipou a cidade de Barra do Garças.

Sonoplasta e radialista, com passagem pela Rádio A Voz do Oeste de Cuiabá, Bosquinho como era carinhosamente chamado, trouxe consigo essa paixão pela comunicação, e se tornou um pioneiro na radiodifusão em Barra do Garças, quando em 22 de janeiro de 1986 inaugurou a Rádio Difusora AM, segundo veículo de comunicação do município, hoje convertida para Rádio Jovem Pan FM, tempos depois, coordenou e dirigiu a TV Cidade, afiliada à Rede Record e a Rede TV de Barra do Garças.

Pai de cinco filhos, João Bosco sempre se preocupou em contribuir para o crescimento da cidade que amava, acompanhando de perto o processo político do município, chegando a ocupar o cargo de secretário de Planejamento e posteriormente Finanças de Barra do Garças, na gestão do ex prefeito Paulo César Raye de Aguiar.

Fonte:   gazetadigital.com

Add Comentários