Lava Jato: para Dallagnol, discurso de Aras indica desmonte da força-tarefa

Para o coordenador da Lava-Jato, o procurador-geral faz críticas “contraditórias” e defende que os procuradores atuam de forma independente

Oprocurador da República Deltan Dallagnol afirmou nesta sexta-feira (3/7) que as críticas do procurador-geral da República, Augusto Aras, de que a força-tarefa da Lava Jato em Curitiba (PR) teria “atuações clandestinas”, indicam a criação de um discurso de “desmonte” do grupo, do qual é coordenador

“Não consigo sequer entender esse tipo de acusação e esse tipo de postura, a não ser que fosse interpretar isso em um contexto de criar um discurso para um subsequente desmonte da força-tarefa”, disse Dallagnol em entrevista à CNN Brasil.

Para o procurador, a postura de Aras é até “contraditória” com os próprios atos da PGR, uma vez que procuradores originais de grandes casos de corrupção designam colegas para ajudarem a avançar nas investigações.

Fonte:   metropoles.com

Add Comentários