Luzimar Collares, de MT, e Filipe Toledo, de Alagoas, apresentam o JN neste sábado

Luzimar Collares, de Mato Grosso, e Filipe Toledo, de Alagoas, apresentam o JN neste sábado (16)
Em comemoração aos 50 anos do Jornal Nacional, apresentadores de todos os estados se revezam na bancada do telejornal.
Jornal Nacional comemora 50 anos trazendo para bancada todos sotaques do Brasil, a cada sábado, com jornalistas que apresentam telejornais nos 26 estados e no DF. A dupla que vai apresentar o JN neste sábado (16) é formada por Luzimar Collares e Filipe Toledo.
Filipe Toledo vai estar na bancada representando Alagoas.
Alagoas tem 3,3 milhões mil habitantes, que veem o Jornal Nacional pela TV Gazeta, afiliada da Rede Globo.
A história alagoana está ligada à cana-de-açúcar, a primeira atividade econômica da região. No século XVI, escravos fugidos de engenhos fundaram, em Alagoas, o Quilombo dos Palmares, na Serra da Barriga, Patrimônio Cultural do Brasil.
A produção de açúcar e álcool continua essencial para a economia. Mas o turismo tem se desenvolvido rapidamente, na capital Maceió e em regiões como São Miguel dos Milagres; Maragogi, com suas piscinas naturais; Marechal Deodoro, com a Praia do Francês; Barra de São Miguel; Praia do Gunga, no município de Roteiro; e os cânions do Rio São Francisco, na divisa de Alagoas com Sergipe.
Os pratos com sururu, um molusco, são um patrimônio dos alagoanos.
Luzimar Collares vai estar na bancada representando Mato Grosso.
A mata espessa dificultou a entrada dos primeiros exploradores e eles deram o nome de Mato Grosso à região. Na década de 1960, a terra barata e estímulos oficiais atraíram imigrantes.
Mato Grosso é hoje uma potência do agronegócio. É o maior produtor de grãos e tem o maior rebanho bovino do Brasil. Também tem buscado se desenvolver na agroindústria e no turismo.
Quase 3,5 milhões de brasileiros vivem no estado. O JN chega até eles por meio da TV Centro América.
Mato Grosso é a entrada para o Pantanal, um dos biomas mais ricos e diversificados do planeta. No estado, estão também a Chapada dos Guimarães, os rios de água cristalina na região de Nobres, um pedaço da Amazônia e uma das maiores áreas de reserva indígena do país: o Parque do Xingu.

Fonte:  jornaloeste.com

Add Comentários