Meghan Markle via realeza como ‘ambiente tóxico’ para filho. ‘Tensão’, diz amiga

A maternidade foi um fator fundamental para Meghan Markle optar por uma vida mais independente da família real: foi o que uma amiga próxima da americana revelou ao jornal “Daily Mail”. “Ela disse que sua alma estava sendo esmagada e que a decisão de sair era uma questão de vida ou morte, (permanecer) significaria a morte de seu espírito”, disse a fonte à publicação sobre a mudança que já recebeu aprovação oficial da Rainha Elizabeth II.

‘Havia muita tensão e frustrações reprimidas’

A mãe de Archie, de 8 meses, explicou aos mais próximos que não ficava à vontade na realeza britânica. “Também sentiu que não poderia ser a melhor mãe possível para Archie se não estivesse sendo verdadeira e autêntica. Ela sentiu que era um ambiente tóxico para ele, porque havia muita tensão e frustrações reprimidas”, indicou sobre a duquesa, comparada à Princesa Diana pelo marido, Príncipe Harry, por conta do assédio da imprensa local.

Mãe de Meghan apoiou decisão: ‘Está aliviada’

Outra novidade trazida pela imprensa internacional é a posição de Doria Regland, mãe da duquesa, com a maior independência. “(Ela) estava realmente preocupada com Meghan… e está aliviada por sua filha não estar mais colocando sua mente em risco. Saúde e bem-estar em primeiro lugar”, disse uma pessoa próxima à americana, visitada pelo casal de duques nas festas de fim de ano.

Givenchy negocia contrato milionário com Meghan. Aos detalhes!

Considerada referência no mundo fashion, Meghan já está avaliando propostas de trabalho junto com seus representantes. E uma das mais avançadas é com a grife francesa Givenchy: a afinidade da mulher de Harry com a marca é de longa data – seu vestido de casamento foi assinado por Clare Waight Keller, diretora artística da maison, e a americana já usou dezenas de outros looks de lá. “Meghan é muito conectada com a indústria da moda e há diversas marcas de renome que gostariam de estabelecer uma parceria em seus projetos. As discussões com a Givenchy estão mais ativas e podem trazer milhões de libras”, disse uma fonte ao jornal “The Sun”. Entre os produtos que podem ser assinados por Meghan e também pelo marido, Harry, estão roupas, itens de beleza e acessórios. Dedicada ao lado social, a duquesa também teria planos de reverter parte da renda à instituições beneficentes: “Tenho certeza que ela vai associar algumas dessas iniciativas à fundação deles”.

MSN

Add Comentários