Mendes afirma que Educação têm 3º melhor salário do país e que greve não resolve problema

O governo do Estado, Mauro Mendes (DEM), disse nesta terça-feira (14.05) que os profissionais da educação, que ameaçam paralisar as atividades em Mato Grosso a partir do próximo dia 20 de maio, precisam refletir sobre a qualidade do ensino antes de cobrar melhores salários, como também que greve não resolve problemas do Estado.

“O Sintep tem todo o direito de fazer greve, mas os profissionais da Educação de Mato Grosso já têm o terceiro melhor salário do Brasil e nós temos a 21ª pior educação do Brasil. Então é momento de refletir um pouco sobre isso. Saber que nós precisamos melhorar a Educação, sim, mas não é só melhorando salário que nós vamos melhorar a educação”, ponderou o gestor ao comentar o indicativo de greve dos profissionais da Educação.

Mendes afirmou que “herdou” o Governo com dívidas e quem vem tendo dificuldades em pagar os salários dos servidores, principalmente dos professores, que segundo o gestor, teve reajustes nos últimos anos.

Ainda sobre a possibilidade de greve, o governador avisou: “Se greve resolver o problema de Mato Grosso vamos todos fazer greve. O governador faz greve, o jornalista faz greve, o empresário faz greve, o servidor faz greve e se isso resolver nós poderemos então ter um Estado muito melhor. Mas, sabemos que greve não resolve”.

Lembrando que os profissionais da Educação do Estado cobram mais profissionais nas escolas, pagamento dos repasses da merenda dos estudantes e ainda criticam falta de infraestrutura nas escolas e o pagamento da Lei da RGA de 2018.

VG Notícias

Add Comentários