MT Ciências leva atividades interativas para população de Tangará da Serra

O objetivo é oferecer um ambiente de educação informal e permitir que os visitantes possam ter contato com a ciência de maneira lúdica e dinâmica

A Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Seciteci) levou o Circuito Itinerante do MT Ciências para a 2ª Feira Estadual de Horticultura, em Tangará da Serra. O objetivo é oferecer um ambiente de educação informal e permitir que os visitantes possam ter contato com a ciência de maneira lúdica e dinâmica.

“Essa é a primeira vez que participamos desta feira, que já é um sucesso no município. Estamos aqui para mostrar que a ciência deve ser divulgada e que a tecnologia e inovação estão envolvidas em tudo”, disse a superintendente de Desenvolvimento Cientifico, Tecnológico e de Inovação, Lecticia Figueiredo.

Durante o evento, o governador Mauro Mendes visitou a carreta do MT Ciências e aproveitou para experimentar a bicicleta geradora de energia. Esse experimento funciona com um gerador acoplado à roda que é movimentada pelos pedais e transforma energia mecânica (produzida pela pessoa que pedala) em energia elétrica.

“Não conhecia a carreta e pude ver o trabalho bacana que está sendo desenvolvido pela Seciteci, contribuindo com atividades ligadas à ciência e tecnologia de forma didática”, disse o governador.

A estudante do 6º ano, Isabela Nascimento, disse estar feliz por receber o Circuito Itinerante em sua cidade. “Gostei muito porque é uma oportunidade que a gente não tem sempre e é muito legal conhecer todos esses experimentos. Também gostei muito de ver e conhecer sobre os animais e fauna do cerrado”, comentou.

O secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação, Nilton Borgato, destacou a importância da parceria com os municípios. “É fundamental que os gestores públicos tenham ciência dessa ação e busquem a secretaria para saber como se faz essa parceria e como levar a Carreta do MT Ciências em seu município”.

Sobre o projeto

O MT Ciências tem como objetivo a popularização e a interiorização da Ciência no Estado. O projeto foi criado em 21 de novembro de 2017 e já percorreu mais de 12 municípios de Mato Grosso e um em São Paulo.

O projeto recebeu a visita de mais de 60 mil alunos dos ensinos fundamental, médio e técnico das escolas públicas. Além de passar por alguns campi das universidades de Mato Grosso. Os equipamentos são voltados para áreas de física, matemática e biologia, são interativos e atendem a todas as idades.

Fonte: www.secitec.mt.gov.br

Add Comentários