MT: Com chegada de corpo, dom Pedro terá 2 dias de despedida e homenagens(10 e 11\08)

 

 

Corpo do Bispo Emérito da São Félix do Araguaia (a 1173 km de Cuiabá), dom Pedro Casaldáliga, que faleceu no sábado (8), após agravamento de crise pulmonar, chega hoje (10) à tarde em Ribeirão Cascalheira (a 883 km da Capital). Foi preparado para dois dias de homenagens póstumas, por ser muito querido na região. O católico, do segmento de esquerda da Igreja, tem renome internacional, pela defesa dos pobres, sem-terra, indígenas e da população vulnerável. Fez também resistência à ditadura militar que, no Brasil, prepassou os anos 60, 70 e 80, tendo sido investigado pelo Serviço Nacional de Informações (SNI). Era escritor e poeta.

Romaria dos Mártires, em Cascalheira, lembra os que tomboram na luta

Após a chegada do corpo, indígenas da etnia Xavante vão fazer um ritual de passagem, para encomendá-lo, de acordo com a crença deles. O bispo tinha uma postura de coibir a doutrinação, respeitando as religiões de cada povo. Às 18h30, está prevista reza popular dos posseiros e às 21h caminhada e vigília. Na virada de segunda para terça (11), a meia-noite, mística com agentes da Pastoral da Prelazia. Ao amanhecer, todos sairão em caminhada e oração. Na agenda, 9h terá missa campal de despedida e às 12h cortejo acompanha corpo até São Félix do Araguaia, onde ele será sepultado, como era de seu desejo.

O espanhol Pedro Casaldáliga chegou ao Brasil após os 40 anos, para cumprir missão religiosa. Dos missionários claretianos, postou-se ao lado dos menos favorecidos e, por esta escolha, na biografia dele há uma série de ataques e atentados que sofreu, inclusive com risco de morte.

..
Fonte:   rdnews.com

Add Comentários