MT: Comunidade terapêutica oportuniza nova vida e esperança a ex-dependentes de rua

 

Amor, carinho, atenção e superação. Esses são ingredientes que salvam vidas que antes estavam perdidas e entregues aos vícios do álcool e das drogas. Com um histórico de eficácia no tratamento de dependentes químicos e histórias de superação, o Centro Terapêutico Paraíso atende pessoas moradores de ruas. O trabalho de recuperação funciona na Comunidade Terapêutica Paraíso há 12 anos, localizado na Rodovia Vicente Garcia Neto, estrada de acesso a Manso. A entidade filantrópica foi criada pelo casal de empresários Alonso Moura e a esposa Neusa Moura. Eles contam que decidiram ajudar e mudar a história de centenas de pessoas que estavam excluídos da sociedade e esquecidas e abandonadas pelas ruas das cidade.

“Antigamente saia para trabalhar e via vários cachorros largados pelas ruas. Hoje centenas de homens e mulheres se encontram nessa situação que parece comum para grande parte da sociedade. Um dia Deus falou comigo e compartilhei o desejo de ajudar essas pessoas com minha esposa. E com muito trabalho, dedicação, esforço decidimos transformar drasticamente o rumo da vida dessas pessoas”, expõe Alonso. A comunidade terapêutica funciona em uma área de mais de 300 hectares abriga 48 homens que lutam contra o vício das drogas e do álcool. Segundo Alonso o custeio para manter o tratamento dos usuários em recuperação é arcado pelo casal, recebendo, apenas, algumas doações de parceiros. “No local temos hortaliça que se come, a galinha, o ovo, o peixe são produzidos por eles mesmos. O método de atuação da unidade é baseada na laborterapia, garantindo que eles estarão prontos para vivenciar o mundo lá fora, assim que encerrarem o tratamento. Feliz com os resultado alcançados ao longo dos anos, dona Neusa explica que todas as pessoas que passaram pelo local conviveram com drogas e álcool. “

O tratamento oferecido no local transformou a vida deles que estavam falidos em todas as áreas da vida, principalmente a espiritual, em homens produtivos para a sociedade. A batalha contra o vício não é uma tarefa fácil, tanto interior quanto exterior, pois as drogas alimentam e destroem as pessoas. A superação depende da força de vontade”, frisa dona Neusa.   Superação   Marcus Moreira, Antônio de Souza e Alberto Garcia têm uma história em comum: todos foram usuários de drogas, por vários anos, mas hoje estão recuperados com a ajuda de uma terapia considerada, por muitos, ineficaz. Roubo, tráfico, prisões, surras fugas da polícia e uso de 12 tipos de drogas quase ceifaram a vida de Antônio de Souza, 64 anos.

Mas o que parecia para muitos impossível, Deus mudou essa história. Hoje seu Antônio há nove anos vive na casa terapêutica.  Emocionado contou que quando chegou a casa terapêutica estava quase morto com problemas de cirrose e uma vida totalmente vegetativa. “ Hoje vivo uma vida de amor, paz, superação e ressocialização social. Graças ao trabalho incansável do casal Alonso e Neusa hoje sou uma pessoa feliz, melhor e fui curado por Jesus da cirrose. Tenho qualidade de vida estou próximo de Deus, dos meus filhos e ajudo aquelas pessoas que precisam mudar de vida”, descreveu o ex-dependente. Marcus Moreira foi morador de ruas por vários anos, por conta da sua dependência do álcool e das drogas. Curado e livre dos vícios se dedica a ajudar voluntariamente quem precisa de atenção e carinho nas ruas de Cuiabá. “Fui preso, roubei. Acredito que se eu mudei outras pessoas também podem. Quando decidi mudar de vida, essa transformação beneficiou não só a minha vida, mas também de meus familiares, meus vizinhos.

Cheguei aqui na comunidade terapêutica apenas com a roupa do corpo. Quando sai levei comigo muito aprendizado, meu cachorro e hoje tenho carro, aposentadoria e oportunidade para ajudar quem deseja ter uma vida melhor. Na rua é difícil ter amor, carinho, atenção e comunhão. Aprendi a ter respeito e dignidade pelas pessoas e ser exemplo para muitos”, revelou o funcionário público. Durante dois anos, a rua foi a única opção moradia para Alberto Garcia, 36 anos. Mas o que parecia não ter saída, parecia sem solução mudou quando Garcia decidiu aceitar ajuda dos idealizadores do casa terapêutica. Hoje ele é gerente do local e comemora a mudança de vida. “Gratidão essa é a palavra que resume minha felicidade. Não tenho palavra para agradecer primeiramente a Deus que não desistiu de mim, a minha vontade, meus esforços e a luta incansável do seu Alonso e dona Neusa. Eles foram usados e escolhidos para transformar, resgatar e mudar vidas que estavam abandonadas e esquecidas pela sociedade”.

O tratamento   De acordo com o diretor do Centro Terapêutico, Alonso Pereira, a clínica ao contrário de muitos lugares, no local não é usado remédio algum para a recuperação dos dependentes químicos, apenas disciplina, trabalho e amor. No local são desenvolvidas atividades de controle da ansiedade, autoestima e autoimagem, levando qualidade de vida e controle da dependência. “Aqui a gente trata do caráter da pessoa, temos horário para tudo, para dormir, participar de cultos e palestras e para fazer as atividades diárias”, diz Alonso.  O Centro, apesar de ser grande e existir há 12 anos não contam com ajuda do governo municipal nem estadual. Alonso e sua esposa são empresários em Cuiabá, e com o dinheiro de seu trabalho é que conseguem levar a clínica adiante todos esses anos. “Hoje só abrigamos esse número de pessoas, porque não temos mais condições, porque tudo gera gastos, ainda temos que trabalhar para manter o centro. Nós não temos um centavo do governo e continuamos aqui ajudando quem precisar, graças a Deus esse ano está sendo bom, já contamos com a ajuda de muita gente”, salienta Moura.

Mais informações: O Centro Terapêutico Paraíso está localizado no KM 14, na Estrada do Manso. (65) 9- 9634-4242 ou (65) 9-9957-2007

Fonte:    copopular.com

 

Add Comentários