MT: Escândalo Do Paletó: Câmara rejeita parecer de CPI e nega afastamento de Emanuel Pinheiro

O mesmo relatório pedia a abertura de um processo de cassação do chefe do Palácio Alencastro

Emanuel Pinheiro anunciou oficialmente a candidatura à reeleição

A Câmara Municipal de Cuiabá rejeitou, por 15 votos a oito, o relatório paralelo da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Paletó, que pedia o afastamento do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) do cargo.

O mesmo relatório pedia a abertura de um processo de cassação do chefe do Palácio Alencastro.

A votação foi realizada na manhã desta terça-feira, em sessão virtual, por causa da pandemia do coronavírus.

A nova votação do relatório ocorreu por decisão do juiz Carlos Roberto de Campos, da 4ª Vara Especializada da Fazenda Pública.

Ele determinou a suspensão da sessão realizada pelo Legislativo no dia 16 de julho.

O relatório pedia a responsabilização de Emanuel Pinheiro por quebra de decoro e obstrução de Justiça.

O pedido foi feito com base no vídeo em que o prefeito – na época da gravação, deputado estadual – aparece recebendo maços de dinheiro, supostamente de propina paga peloo ex-governador Silval Barbosa.

O juiz Campos entendeu que houve descumprimento do regimento interno da Câmara.

Na primeira votação, a CPI do Paletó foi rejeitada e arquivada por 13 votos a 9.

Veja como votaram os vereadores

[Voto SIM é favorável à abertura de processo de cassação e voto NÃO é pelo arquivamento]:

Voto NÃO 

Luis Cláudio

Vinicius Hugueney

Adevair Cabral

Orivaldo da Farmácia

Adilson da Levante

Ricardo Saad

Dr. Xavier

Juca do Guaraná

Justino Malheiros

Luciana Zamproni

Marcrean Santos

Mario Nadaf

Renivaldo Nascimento

Toninho de Souza

Aluízio Leite

Voto SIM

Abílio Junior

Diego Guimarães

Dilemário Alencar

Felipe Wellaton

Lilo Pinheiro

Marcelo Bussiki

Sargento Joelson

Wilson Kero Kero

Ausente 

Clebinho Borges (Motivo de saúde)

Fonte:     diariodecuiaba.com

Add Comentários