MT: Escola de Araputanga realiza mostra de iniciação científica

Os alunos do ensino fundamental e médio da Escola Estadual Plena João Sato, localizada no município de Araputanga (345 quilômetros a oeste de Cuiabá), apresentaram, nesta sexta-feira (23.08), as atividades desenvolvidas ao longo do primeiro semestre na disciplina Prática Experimental.

O Coordenador Pedagógico da escola, Rodrigo Bueno de Freitas, explica que os alunos do ensino fundamental apresentaram jogos produzidos na disciplina de matemática, durante as aulas de álgebra e geometria. Os jogos de mesa e trilhas foram feitos com materiais reciclados.

Na disciplina de ciências, eles apresentaram os sistemas do corpo humano através de maquetes, confeccionados durante as aulas de iniciação cientifica e culminando com a explicação do funcionamento no decorrer da mostra. Ainda na disciplina de ciências, houve o estudo sobre vulcões, o que resultou em várias experiências apresentadas com o uso de produtos do cotidiano, como gelatina, bicarbonato de sódio, detergente e vinagre.

Já os alunos do ensino médio, na disciplina de matemática, realizaram uma pesquisa de cunho investigativo, no espaço da escola, através de questionamentos com os temas diversos, envolvendo o ambiente escolar. Entre os temas estão “O Bulying na escola” e “A importância dos estudos sem interferência de colas”.

Para levantamento e análise dos dados coletados, os alunos usaram o ambiente virtual, com uso de aplicativos de celulares para a leitura de QR code e acesso de links, propiciando o estudo de estatísticas. Eles apresentaram os dados na mostra por meio de gráficos e tabelas.

Na disciplina de Química, trabalharam a morfologia dos rios, gestão dos recursos hídricos, biodiversidade e a qualidade da água. Enquanto atividade prática foram confeccionadas maquetes, exemplificando as diferenças morfológica e abordando a dinâmica ambiental e hidrográfica, bem como o espaço geográfico e o contexto social.

Para a professora de matemática Francine Procópio o momento foi de muita aquisição e construção de conhecimento e de entrosamento dos alunos. “Durante as visitas aos stands, a alegria deles ficou estampada nos olhares, sempre atentos”, ressaltou.

Fonte: FOLHAMAX

Add Comentários