MT: Governo vai fomentar rodadas de negócios e plataforma de oferta turística para atrair interessados de dentro do Estado

O objetivo é atrair principalmente turistas que vivem em Mato Grosso e que buscam ao longo do ano por pacotes turísticos destinados a outras regiões do país ou viagens internacionais.
Reservas agendadas para o Pantanal até o mês de dezembro de 2020, tiveram registros significativos de cancelamentos e adiamentos

A pandemia da Covid-19 e os incêndios florestais impactaram o turismo em todo o Estado, em 2020, principalmente no Pantanal. Para reverter esse cenário, a Secretaria de Desenvolvimento Econômico (Sedec-MT) vai fomentar o setor através de rodadas de negócios em uma plataforma desenvolvida pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

O objetivo é atrair principalmente turistas que vivem em Mato Grosso e que buscam ao longo do ano por pacotes turísticos destinados a outras regiões do país ou viagens internacionais. Reservas agendadas para o Pantanal até o mês de dezembro de 2020, tiveram registros significativos de cancelamentos e adiamentos, com queda de 90% nos últimos dias.

A Plataforma Integrada de Turismo, do Programa Descubra Mato Grosso também será uma das ferramentas adotadas neste processo. Essa plataforma é uma ferramenta inovadora de gestão virtual da oferta turística dos municípios e regiões, com base na metodologia do inventário da oferta do Ministério do Turismo, que fornecerá informações, organizadas e sistematizadas para o planejamento, gestão e promoção da atividade turística em Mato Grosso.

A previsão é de que parcerias e negociações sejam iniciadas no mês outubro, quando começar o período de chuvas e possível regeneração do meio ambiente. Participam das reuniões o Governo do Estado, donos de hotéis, pousadas, operadores de viagem e agentes de viagem que estejam cadastradas na Associação Brasileira de Agências de Viagens (ABAV).

“A Secretaria vem atuando como interlocutor entre as Secretarias de Estado e Centro Integrado Multiagências de Coordenação Operacional (Ciman-MT) para encontrar soluções e dar suporte a médio prazo para os empresários e turistas, principalmente no Pantanal. Fizemos várias reuniões com o Ciman, donos de hotéis e pousadas, Secretaria de Infraestrutura e Logística (Sinfra), que já está mobilizada para a reconstrução de 10 pontes de madeira queimadas nos incêndios e assim evitar que a população local e visitantes fiquem ilhados”, destacou o secretário adjunto de Turismo da Sedec, Jefferson Moreno.

No Pantanal, 40 pousadas e hotéis e 18 barcos hotéis localizados em Cáceres, Barão de Melgaço, Poconé (Porto Jofre) e Rodovia Transpantaneira mantêm o atendimento reduzido e também servem como suporte para as equipes que estão atuando no combate às chamas.

“A situação dos hotéis é delicada. O primeiro impacto que sofremos este ano no setor do turismo foi por conta da pandemia da Covid-19, e agora, com a situação dos incêndios em áreas de preservação e pontos turísticos. Tivemos a atividade abalada ambientalmente e economicamente, mas estamos empenhados em encontrar soluções para fomentar o setor, não apenas para os próximos meses, mas para os próximos anos”, concluiu o secretário.

www.mt.gov.br

Add Comentários