MT: Madeireiros e índios são presos pela polícia federal de Cáceres

 

A Polícia Federal cumpriu 12 mandados de prisão, no âmbito da ‘Operação Ybyrá’, deflagrada com o objetivo de combater uma organização criminosa que atuava no processo de extração ilegal de aroeira na região da Terra Indígena Sararé, que fica localizada no município de Conquista D’Oeste, na região de Cáceres, em Mato Grosso.

Na operação, 65 policiais federais cumpriram 25 ordens judiciais expedidas pela Justiça Federal de Cáceres, dentre as quais constam 12 mandados de prisão e 13 de buscas e apreensão nas cidades de Nova Lacerda e Conquista D’Oeste, ambas em Mato Grosso.

Os presos foram conduzidos para a Delegacia de Polícia Federal em Cáceres, autuados por crime ambiental e encaminhados à cadeia local permanecendo à disposição da Justiça. No período da investigação foram apreendidas mais de 1200 lascas de aroeira avaliadas em mais de 50 mil reais.

A investigação teve início no ano de 2017, a partir de uma prisão em flagrante realizada em uma ação de fiscalização de Terra Indígena. Tais fiscalizações visavam coibir a prática de crimes ambientais no interior das reservas e são coordenadas pela Funai, contando com o apoio do Ibama e forças policiais.

O foco da exploração ambiental investigada na operação foi  a extração da aroeira,  espécie que tem o corte proibido em floresta primária desde  1991 por uma portaria normativa expedida pelo Ibama. No período da investigação, foram apreendidas mais de 1200 lascas de aroeira avaliadas em mais de R$ 50 mil. O nome da Operação faz menção ao significado das palavras “árvore, tronco, madeira” no dialeto tupi.

Fonte: jornalcorreiocacerense.com

Add Comentários