“O povo acompanha e apoia”, afirma Selma Arruda após manifesto em defesa de Bolsonaro

 

A senadora Selma Arruda (PSL) ficou satisfeita com as manifestações realizadas em domingo (26), em diversas cidades do Brasil. A parlamentar participou do ato que aconteceu em Cuiabá onde, conforme a Polícia Militar, reuniu mais de 4 mil carros desfilaram em carreta pelas principais avenidas da capital.

“A manifestação foi maravilhosa. Até a organização não esperava um manifesto deste tamanho, ainda pelo fato de já ter terminado o período de campanha. Então, isso é uma prova que o povo acompanha, ele está ligado e apoia. O povo votou e continua ligado na política. Isso é muito importante”, avaliou a senadora.

Entre os temas criticados no ato, está a votação considerada atípica da MP 870, que trata da reforma administrativa do Governo Federal e diminuiu o número de ministérios. Na votação, o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) saiu do Ministério da Justiça e Segurança Pública e retornou ao Ministério da Economia. Selma Arruda avalia que os atos de protestos servem para demonstrar apoio ao Governo e ao mesmo tempo pode mudar a forma de atuação de determinados blocos do Congresso.

“A MP 870 não era pra ser votada do jeito que foi. Quando começou a se falar nesta manifestação, eles foram e votaram a 870, para tentar esvaziar os movimentos e nem assim conseguiram. Tinha muita gente querendo medir como seriam esses protestos para ver quais os próximos passos que deverá dar. Acho que saíram um pouco frustrados, pois sabem agora que o Brasil está apoiando Bolsonaro.

No domingo, todos os 26 estados e o Distrito Federal registraram manifestações em ao menos 156 cidades. Os manifestantes defendem propostas como as reformas ministerial e da Previdência e pacote anticrime.

Em Cuiabá, manifestantes fizeram carreata pela cidade. Houve protesto também em Rondonópolis, Tangará da Serra, Barra do Garças e Sorriso.

Em Brasília, por volta das 9h, parte do grupo se concentrava no Museu da República, na região central da capital. Outra parte foi para o gramado do Congresso Nacional. Segundo a Polícia Militar do DF, cerca de 20 mil pessoas participaram.

Olhar Direto

Add Comentários