Procurador de MT morre em viagem na Colômbia

O procurador de Mato Grosso, Carlos Emílio Bianchi Neto morreu na noite de ontem (18.07) no município de Cartagena, na Colômbia.

Segundo informações preliminares, Emílio viajava com a família em férias quando sofreu um infarto fulminante no país.

Ainda não mais informações sobre o translado do corpo para Mato Grosso.

Polêmica: Em agosto de 2017, Bianchi se envolveu em uma polêmica no Estado. O juiz Luiz Aparecido Bortolussi, da Vara de Ação Civil Pública, determinou que a Corregedoria da Procuradoria Geral do Estado (PGE) abrisse uma investigação para apurar a conduta do procurador que teria causado tumulto em uma ação contra o ex-secretário de Administração da Assembleia Legislativa, Djalma Ermenegildo.

A determinação foi feita ao proferir uma decisão que multou o Estado de Mato Grosso por agir de “má-fé” ao entrar com recurso, assinado por Carlos Neto, que ter ia o intuito de atrasar o processo. A ação julgava a efetivação irregular de Djalma como servidor do Legislativo e resultou na anulação do ato que o estabilizou.

VG Noticias

Add Comentários