Publicitário é atacado por piranhas no Manso e gera alerta na região

São vários casos de ataques contra banhistas

Um publicitário, hóspede de uma pousada localizada na região de Manso relatou um caso inusitado Ele revelou que, durante um banho na região, ele sofreu um ataque de piranhas.

O caso ocorreu nas festividades de final do ano e revela um alarde quanto a outros casos que ocorreu na região. Ao que consta, no mesmo dia, data de 28 de dezembro de 2019 outras pessoas foram atacadas por espécie que seria serrasalmus maculatus, que se reproduz em locais rasos.

A reportagem entrou em contato com a Polícia Militar e Corpo de Bombeiros, no entanto nenhum caso desse teor foi registrado nessas unidades. No entanto, FOLHAMAX teve acesso a fotos que demostram os ferimentos cusados pelos peixes a turistas na região.

 O publicitário revelou que muitas pessoas desistem de falar sobre o caso para evitar um prejuízo aos estabelecimentos no local. “Estou dando este depoimento não com a intenção de causar pânico entre os frequentadores do Lago de Manso, mas sim para alterar asautoridades sobre o problema para que soluções sejam buscadas antes que possa ficar pior. Em 28 de dezembro fui passar o final de semana em Manso e fui atacado por piranhas. Imaginei que fosse um caso isolado, mas assim que sai da água pessoas que lá estavam começaram a citar outros casos ocorridos”, descreveu.

B.C.A preferiu não cita o nome do local onde estava hospedado para não causar transtornos. Ele relata ainda que saiu da água com o pé sangrando e que nas conversas com as pessoas no local soube de outros cinco ataques no mesmo dia, no mesmo porto. “Eu, por estar com o pé sangrando não voltei mais pra água. Para minha surpresa, mais 5 ataques ocorreram só no domingo, no mesmo porto. Concluí-se que algo precisa ser feito”, contou.

FOLHAMAX entrou em contato alguns empresários da região que revelaram outros quatro casos que ocorreram, inclusive com imagens que mostram parte ddos dedos das vítima amputados. Uma das pessoas atacadas precisou ser socorridZ e levar pontos no dedo do pé, passando por procedimento no hospital São Matheus.

O caso gera questionamento a outras instâncias além da segurança dos banhistas, mas da própria fauna e flora do local. Um dos empresários do local relatou que essas situções se dá devido as piranhas confudirem os dedos com peixes pequenos. “Boa noite amigos e companheiros fazendo uma reflexão dos últimos meses no Manso – as Piranhas então atacando em todos os cantos do lago do manso !!!  cuidando dos desovas (ninhos) estão em época de reprodução já alongadas  e atacando tudo e todos !!! Problemão pra nós todos proprietários e comerciantes do Manso. Esta espécie de piranhas Serrasalmus maculatus se reproduz em locais rasos ou praias e o que mais tem no Manso são praias quentes nesta época. Quando a pessoa entra na lagoa pelas praias, os dedos às vezes aparentam serem peixes pequenos, o que pode provocar o ataque. As piranhas também alertam antes de atacar, mas como a pessoa não está vendo e não percebem as piranhas tambem ela não percebe o ataque”, relatou.

Fonte:  folhamax.com

Add Comentários