Sinop tem blitze educativas para reduzir acidentes de trânsito; 1,5 mil entre janeiro e agosto

A secretaria municipal de Trânsito fez, ontem,,  na avenida das Embaúbas (uma das mais movimentadas da cidade), blitz educativa buscando maior consciência e responsabilidade, ampliando o diálogo com motoristas e o alerta quanto à necessidade de cada andar corretamente para o trânsito ficar mais seguro.

Uma das irregularidades que tem aumentado consideravelmente é de motoqueiros ultrapassando pela área destinada a estacionamento e muitos, em alguns cruzamentos, correm risco de ficarem prensados entre carros e meio fio. Nas rotatórias diariamente há atos irresponsáveis como estes (e outros) que contribuem para aumentar o número de acidentes. Excesso de velocidade de carros e motos, não parar em rotatórias e cruzamentos também continuam sendo fatores que tornam riscos de acidentes ainda maiores.

Nesta quinta-feira, haverá nova blitz educativa para motoristas, a partir das 8h, na avenida dos Jacarandás (próximo ao Estádio) e às 16h, na área central (rotatória da praça Plínio). Já na sexta, às 9h e às 15h haverá palestra no Sesi Clube.

O  diretor do Departamento de Educação para o Trânsito da secretaria, Benhur Carvalho, explica que só a mudança de comportamento pode provocar frear os índices de acidentes. “Estamos conscientizando os motoristas quanto a algumas regras de comportamento para que não tenhamos um número maior de acidentes, principalmente com óbitos. O trânsito é feito de pessoas. Acidentes acontecem é pelo fator comportamental e não pela via ou veículo, mas o motorista com excesso de velocidade e não respeito à sinalização, pois, se andar devagar, os acidentes não vão ocorrer”, disse, através da assessoria.

No acumulado de janeiro a agosto, Sinop registrou 1.485 acidentes, segundo dados da Guarda Civil Municipal. O número de mortes em avenidas e ruas da cidade somou 16, enquanto nas rodovias federais e estaduais dentro dos limites municipais outras 17.

A secretaria aponta 54,81 óbitos para cada grupo de 100 mil habitantes e a taxa de mortalidade no trânsito ano passado, foi a mais alta desde 2010. D universo de 54.81 casos, para o respectivo grupo, 31.85 fazem referência apenas aos registros em vias de Sinop, enquanto outros 22.96 para as rodovias.

Em Sinop, a frota de veículos é calculada em 118.612 veículos.

Só Notícias

Add Comentários