Diniz evita criar “clima de guerra” antes do Santos enfrentar o Independiente

 

O técnico Fernando Diniz evita criar um “clima de guerra” antes do Santos enfrentar o Independiente (ARG) na próxima quinta-feira, em Avellaneda, pelo jogo de volta das oitavas de final da Sul-Americana.

O treinador prega a mesma intensidade da vitória por 1 a 0 na Vila Belmiro, mas não quer o time pilhado em função do extracampo. A ideia é ser superior tecnicamente outra vez. O Peixe avançaria às quartas com um empate.

O Independiente pressionou a Conmebol por punição sem fundamento pela escalação de Kaio Jorge e provocou o Santos nas redes sociais. O Peixe não emitiu qualquer resposta aos argentinos até o momento.

O Santos deve entrar em campo com quatro da base – João Paulo, Kaiky, Gabriel Pirani e Kaio Jorge -, e média de idade de 25 anos. O Independiente passou por reformulação e também tem média de 25.

Fonte:   gazetaesportiva.com