Fiscalização se inspira em metodologia da Nasa para identificar desmates em período chuvoso

Com auxílio da nova metodologia, equipes apreenderam 15 máquinas e equipamentos utilizados em desmatamento logo no primeiro mês do ano

Juliana Carvalho |

A equipe da Coordenadoria de Fiscalização de Flora da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) está desenvolvendo um método para identificar áreas em desmatamento mesmo em período chuvoso. Para enxergar através das nuvens, a equipe analisa imagens do Sistema SAR – Synthetic Aperture Radar, Sentinel – I a partir de uma metodologia de classificação adaptada da Nasa, agência americana de Administração da Aeronáutica e Espaço. As imagens estão disponíveis na ferramenta pública Google Earth Engine.

A partir do novo método que auxilia a identificação de desmates, as equipes apreenderam, no primeiro mês do ano, 15 maquinários, entre tratores, máquinas agrícolas e caminhões utilizados no desmatamento ilegal na região amazônica. “Este é o resultado do trabalho da equipe que, desde 2019, se esforça para buscar novas metodologias, métodos e ferramentas para análises quantitativas de dados por detecção remota visando ter dados mais precisos para fiscalização e monitoramento ambiental”, avalia o superintendente de Fiscalização, Bruno Nascimento.

Durante operação realizada entre os dias 19 a 29 de janeiro, a Sema, em parceria com Batalhão de Rondas Ostensivas Tático Móvel (Rotam) e o 1º. Batalhão da Polícia Militar (PMMT), fiscalizou quatro áreas nos municípios de Peixoto de Azevedo, Matupá, Marcelância e Cláudia. Além das quinze máquinas, uma camionete Hilux, duas niveladores e um correntão. As multas e polígonos embargados estão sendo calculados pela equipe de escritório.

As equipes também estiveram em Colniza, 1.090 km ao Noroeste de Cuiabá, na Reserva Extrativista Guariba Roosevelt e entorno. Na ação realizada pela Sema, Exército Brasileiro e Gerência de Operações Especiais (GOE) foram apreendidas uma motosserra e duas armas de fogo. No total, foram embargados 150 hectares e aplicados R$ 825 mil em multas

www.mt.gov.br

Add Comentários