PM prende empresário suspeito de matar morador de rua; veja o vídeo

Foram 3 dias de buscas até que na tarde desta segunda-feira (18), policiais do 10º Batalhão da Polícia Militar conseguiram prender o empresário Rafik Samir Feguri, 42, apontado como autor do homicídio que vitimou Cilce Pereira da Silva, que vivia em situação de rua na região da Rodoviária de Cuiabá, na última sexta-feira (15). Na casa dele, os policiais encontraram a arma usada no crime – veja no vídeo no final da matéria.

De acordo com as informações divulgadas pela assessoria de imprensa da PM, a prisão aconteceu por volta das 15h, após a polícia receber informações sobre o paradeiro do suspeito, que fugiu do local do crime e voltou ao comércio da família nesta segunda, um posto de gasolina perto da rodoviária.

PM e Força Tática conseguiram contato com o suspeito, que se entregou na porta de casa. Ele concedeu entrada dos policiais, que fizeram a revista dentro do quarto. Uma arma de fogo foi encontrada debaixo do armário, com 16 munições intactas.

Câmeras de segurança registraram o momento em que o suspeito aparece atirando duas vezes no matagal logo após uma pessoa passar. Ele foi levado algemado para a Central de Flagrantes, acompanhado do seu advogado.

O crime

Polícia foi acionada por volta das 22h10, logo após a vítima ter sido encontrada caída em um terreno baldio aos fundos do Hotel Skala com um tiro na região da cabeça.

Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) esteve no local e o encaminhou para o Hospital Municipal de Cuiabá, onde o homem não resistiu e acabou morrendo quase 1h depois de ter dado entrada na unidade de saúde.

Populares contaram que o autor do tiro é o empresário Rafik Samir Feguri, que teria discutido com a vítima antes do crime.

No local, os investigadores da Delegacia de Homicídios encontraram o boné usado por Cilce no momento em que foi baleado.

Ele tinha uma perfuração do lado esquerdo e continha material encefálico. Entre os pertences da vítima, a polícia encontrou R$ 91 reais e uma porção de maconha.

 

 

Fonte: www.gazetadigital.com.br

Add Comentários