Scheffer fala sobre emoção de bronze na natação: “Parece que estou sonhando”

 

A primeira medalha do Brasil na natação nos Jogos Olímpicos de Tóquio foi de Fernando Scheffer. Na noite desta segunda-feira (manhã de terça no Japão), o gaúcho surpreendeu e faturou o bronze nos 200m livre. Após a premiação, o atleta do Minas Tênis Clube falou sobre a emoção da conquista.

“Não sei até agora (o que senti). Parece que estou travado no tempo. Quando caí para a prova, não estava pensando em tempo, colocação. Só queria fazer minha prova, tentar colocar na água tudo que treinei e nadar feliz a cada braçada, aproveitando cada metro. É uma sensação muito especial, parece que estou sonhando”, disse ao Sportv.

Scheffer nadou na raia 8 por ter entrado na final com o pior tempo de classificação. Mesmo assim, o brasileiro foi inteligente durante toda a prova, ficando sempre próximo dos líderes e disparando na reta final. O nadador afirmou que treinou pensando em pódio, mas não traçou objetivos após cair na piscina.

“A gente sempre se prepara para isso, a gente treina pensando nisso, na medalha. Quando chega a competição, eu tento tirar toda cobrança, nadar sem me cobrar, sem querer me botar essa pressão de resultado. Eu nado querendo fazer o meu melhor na hora. É muito difícil colocar isso na hora certa, mas consegui fazer na hora que precisava”, explicou.

Com 1min44s66, Fernando Scheffer ficou atrás somente dos britânicos Tom Dean e Duncan Scott, que terminaram a prova com 1min44s22 e 1min44s26, respectivamente.

Fonte:      gazetaesportiva.com